O segundo lugar que vale ouro
PublishNews, Leonardo Neto, 11/07/2017
Livros de Carina Rissi e Larissa Manoela estreiam bem-posicionados na lista que apura os autores nacionais mais vendidos no País
'Quando a noite cai', de Carina Rissi, estreia na Lista Nielsen já ocupando a segunda posição da lista de Ficção | © Divulgação
'Quando a noite cai', de Carina Rissi, estreia na Lista Nielsen já ocupando a segunda posição da lista de Ficção | © Divulgação

Em maio, Carina Rissi lançou, pela Verus (Record), Quando a noite cai. No livro, Briana mistura realidade e fantasia quando se apaixona por Gael, mas é numa viagem à Irlanda que a heroína percebe que o seu conto de fadas está em risco. Com esse enredo, o livro conquistou, no mês seguinte, o cobiçado posto de vice-líder de Ficção da Lista Nielsen PublishNews, que apura os autores nacionais mais vendidos em livrarias e supermercados brasileiros. Carina, dentro da categoria Ficção, só perdeu para o até agora imbatível O homem mais inteligente da história (Sextante), de Augusto Cury, que lidera a lista desde novembro do ano passado.

Ainda na lista de Ficção, destaque para o também sempre presente Marco Túlio, mocinho que lançou pela Astral Cultural a franquia AuthenticGames. Em junho, ele conseguiu a façanha de ocupar as posições de números 3, 4, 5 e 6, com seus quatro livros.

Outra que repete a dobradinha que já foi destaque no mês passado é Clarice Lispector, que continua com duas edições de A hora da estrela (Rocco), entre os mais vendidos. A belíssima edição que traz os manuscritos da autora ocupa a sétima posição, enquanto que a edição standart da obra ficou na nona. Todos os contos (Rocco), coletânea de contos de Clarice reunida por Benjamin Moser, também se mantém na lista, ocupando a 12ª posição.

'O mundo de Larissa Manela', também estreante, ocupa a segunda posição da lista de Não Ficção | © Divulgação
'O mundo de Larissa Manela', também estreante, ocupa a segunda posição da lista de Não Ficção | © Divulgação

Em Não Ficção, o veterano Batalha espiritual (Petra / Ediouro), do padre Reginaldo Manzotti continua na liderança. Mas, a exemplo de o que também acontece com a lista de Ficção, é seguido por um estreante. Estamos falando de O mundo de Larissa Manoela (HarperCollins). Larissa também emplacou o seu Diário (HarperCollins) na 18ª posição.

Outro livro que merece destaque em Não Ficção é Prisioneiras (Companhia das Letras), de Drauzio Varella. O livro estreia na Lista Nielsen PublishNews na nona posição. 

O ranking das editoras é puxado pela Sextante, que emplacou seis títulos na lista de junho. Planeta aparece coladinha, na segunda posição, com cinco. Alto Astral, ajudada pelo menino Marco Túlio, levou o bronze, completando o pódio, com quatro títulos. Globo, Grupo Editorial Record, HarperCollins Brasil e Rocco, com três; Autêntica, Gente, Melhoramentos, Somos e Vozes, com dois, e Ediouro, Grupo Companhia das Letras e Novo Conceito, com um título cada, completam o time de editoras do ranking. 

[11/07/2017 10:10:00]