‘Soluço político’ leva GEN a demitir 25
PublishNews, Leonardo Neto, 12/06/2017
Editora especializada na publicação de livros Científicos, Técnicos e Profissionais sentiu o peso da crise e se viu obrigado a diminuir a sua capacidade

A última edição da Pesquisa Produção e Vendas do Setor Editorial Brasileiro, realizada pela Fipe a pedido do Sindicato Nacional dos Editores (SNEL) e da Câmara Brasileira do Livro (CBL), apontou uma queda muito acentuada do segmento de livros Científicos, Técnicos e Profissionais (CTP). Segundo dados apurados pela pesquisa, o tombo, entre 2015 e 2016 nesse segmento foi de 15,8%, já considerando nessa conta a inflação. Na década, a despeito de todo o crescimento da população universitária, a pesquisa mostrou que houve queda real de 17,2% nesse segmento. Diante desse quadro e da falta de perspectiva de melhora, o Grupo GEN confirmou nesta sexta-feira que teve que demitir 25 dos seus funcionários. Segundo Mauro Lorch, presidente do Grupo, as demissões são uma resposta do que chamou de “soluço político”. “Somos um grupo bastante conservador. Embora o país viesse melhorando aos pouquinhos, a questão política deu uma piorada sensível na última semana. Na nossa visão, aquilo que a gente esperava de melhora para o segundo semestre não virá graças a esse soluço político sem uma solução satisfatória. Estrategicamente, tivemos que tomar esse passo dolorido, que é contra o nosso DNA, para nos adequar a esse momento”, comentou. Segundo Lorch, as demissões não foram concentradas em um único departamento, mas foram pulverizadas por todo o grupo. “A tese é diminuir a capacidade como um todo. Vamos inclusive fazer menos, escolher melhor e postergar alguns projetos e alguns investimentos. Acreditamos que o Brasil precisa cada vez mais de profissionalização e de educação, portanto, continuamos acreditando no nosso projeto, mas aquilo que a gente planejou a curto e a médio longo prazo foi postergado”, completou. 

[12/06/2017 08:00:00]