Espaço Cordel e Repente leva cultura nordestina para Bienal de São Paulo
PublishNews, Redação, 02/07/2018
Entre os artistas confirmados estão Moraes Moreira, que fará sessão de autógrafos e pocket show

A 25ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo (3 a 12/08) terá pela segunda edição seguida um espaço exclusivo criado para resgatar a Cultura Popular Nordestina. Denominado Cordel e Repente e organizado pela Editora IMEPH, o espaço contará com um caminhão personalizado dentro do pavilhão, que se transformará em um grande palco para artistas que se expressam através dessa literatura. "O Espaço do Cordel e Repente se consolidou como uma ação de grande porte na divulgação, preservação e disseminação das artes e saberes ligados a cultura tradicional nordestina. Com muita satisfação, vamos levar esse ano cerca de 100 artistas entre cordelistas, repentistas, escritores, músicos e contadores de histórias. Na edição de 2016, fomos eleitos pelo Instituto Data Folha como o segundo espaço mais visitado da 24ª Bienal, esse ano, gostaríamos de ser o primeiro", comenta Lucinda Marques, curadora do espaço. Entre os destaques da programação está Moraes Moreira, que fará o lançamento de uma nova edição do livro A história dos novos baianos e outros versos, escrito em linguagem de cordel. Após o lançamento com sessão de autógrafos, o artista fará um pocket show para o público.

[02/07/2018 06:00:00]