Publicidade
Publicidade
Livros para nichos
PublishNews, Paulo Tedesco, 09/11/2017
Em sua coluna, Paulo Tedesco fala sobre a importância de se apostar no nicho certo para se vender mais livros

Anunciar tresloucadamente no Facebook, torrar a paciência dos amigos nas redes sociais e aparecer até no boteco da esquina com o livro embaixo do braço, não faz ninguém ficar conhecido, tampouco melhorar a visibilidade da obra.

Para início de assunto, não existe somente Facebook, e esse ainda é tímido nos números de retorno de vendas de livros, muito tímido. Também existem, antes dos jornais e redes sociais, os interesses de grupo, ou os nichos, e são nesses que devemos focar o início de uma carreira. Aliás, para qualquer início de carreira, autoral e editorial, o nicho é fundamental.

Um exemplo caseiro é de que o primeiro leitor a comprar nosso primeiro livro, usualmente, é aquele que nos cerca, como amigos, vizinhos e familiares. Esse grupo, por si, se constitui num nicho. Ainda que talvez não vá seguir comprando sempre seus livros, é um modelo que deve ser observado. Desenvolver outros grupos de interesse e dialogar com eles, num segundo momento, e a partir de outros laços, é sim a melhor forma de se fazer crescer, não só um público leitor, mas também testar os conteúdos que são produzidos ao longo do tempo.

Há os grupos dos tempos da faculdade e os grupos do futebol dos domingos à tarde, os amigos da cerveja e do videogame, do clube que frequentam os filhos e de suas escolas, e há aqueles que aprendemos a nos relacionar digitalmente e que têm afinidades de gostos e interesses. Pois é para esses que podemos iniciar e tentar fazer crescer a presença de nossos livros.

Atirar para todo o lado, para ficarmos num jargão muito conhecido, com as facilidades da internet, nunca foi tão fácil, mas concentrar o fogo numa única direção e avançar passo a passo, trincheira a trincheira, é um aprendizado que precisa acontecer na medida em que também se aperfeiçoa o que se escreve e como se publica. E aí está a riqueza de tudo, o editor ou autopublicador que aprende como e de que forma seu leitor se interessa por um livro, tem as portas do céu editorial escancaradas.

E sempre é bom deixar claro, que uma ação buscando o nicho do seu livro, não é nem deve ser uma ação dispendiosa. Ela deve ser antes de tudo inteligente. E nisso inclui listar as pessoas que o autor ou editor acredita que deveriam, e poderiam, estar na atividade de lançamento. E caso não possam comparecer, encontrar o melhor caminho para uma pré-venda, com envio da obra autografada a posteriori.

Quando se fala em nada dispendioso, não quer dizer cometer o absurdo em se subir uma versão digital na Amazon pelo KDP ou disponibilizar um PDF e liberar para a leitura, para depois “ver” a resposta dos leitores. Isso, definitivamente, não é inteligente, é uma atitude que afasta não só o bom e mais crítico leitor, que poderia não só comprar como ajudar com uma opinião para seguir a carreira, como demonstra a insegurança do autor ou editor no seu livro. Em outras palavras, quem perderia seu tempo lendo algo que nem o autor confia? Quer uma receita para evitar esse beco? Aposte no nicho.

Paulo Tedesco é escritor e consultor em projetos editoriais. É autor dos livros Quem tem medo do Tio Sam? Fumprocultura de Caxias do Sul, 2004); Contos da mais-valia & outras taxas (Dublinense, 2010) e Livros: um guia para autores (Buqui, 2015). Desenvolveu e ministra o curso de Processos Editorais na PUCRS e coordena o www.consultoreditorial.com.br atendendo autores e editores. Pode ser acompanhado pelo seu site, pelo Facebook ou pelo Twitter.

[09/11/2017 09:11:00]
Publicidade

A segunda edição do Prêmio Avena PublishNews é uma realização da International Paper e do PublishNews com o objetivo de reconhecer os livros mais vendidos de 2017 e os profissionais de vendas e marketing por trás destes sucessos de prateleira. Trata-se do primeiro prêmio direcionado especificamente para aqueles que cuidam da comercialização dos livros. A cerimônia de premiação acontecerá em São Paulo, no dia 19 de março, com apoio da Unibes Cultural. São cinco categorias baseadas nos números de vendas da lista anual de mais vendidos de 2017, além dos prêmios de Livro Mais Vendido do Ano, Editora do Ano, Profissional de Marketing e Vendas do Ano e a láurea especial Prêmio PublishNews Avena de Contribuição ao Mercado Editorial.

Leia também
Em sua coluna, Paulo Tedesco comenta sobre os números divulgados pela #PubMagNet sobre a Alemanha e a diminuição da compra de livros no país
​​Foi lendo os 'Contos reunidos de Fiódor Dostoiévski', que Paulo Tedesco concluiu: para ler mais e melhor é preciso de dois vetores, tempo e disposição.
Em seu último artigo do ano, Paulo Tedesco fala sobre a importância de saber empreender
Em sua coluna, Paulo Tedesco fala sobre a qualidade da leitura dos brasileiros, podemos ler muito, mas "a realidade é de que lemos mal, e muito mal"
Em sua coluna, Paulo Tedesco fala da importância dos livros de ficção em sua vida, e sobre como a ficção e não ficção se completam
Publicidade



O MBA em Book Publishing é uma pós-graduação Lato Sensu, reconhecida pelo MEC. Com realização da Casa Educação e apoio oficial do Publishnews, o curso tem a coordenação pedagógica do Instituto Singularidades. O programa foi elaborado para contemplar as profundas transformações que o mercado editorial vem passando nos últimos anos, sempre com o objetivo de preparar profissionais de forma completa e eclética para atuarem na indústria do livro. O curso já se encontra na terceira turma.

Outras colunas
Em sua coluna, Paulo Tedesco comenta sobre os números divulgados pela #PubMagNet sobre a Alemanha e a diminuição da compra de livros no país
Toda semana você confere uma tira dos passarinhos Hector e Afonso
Em sua coluna de estreia, Marcio Coelho conta como conheceu Pedro Paulo de Sena Madureira
Roney Cytrynowicz parte da polêmica lei polonesa que quer incriminar quem se referir aos campos de extermínio como poloneses e não nazistas para falar de dois livros essenciais para entender a questão
Toda semana você confere uma nova tira dos passarinhos Hector e Afonso
O que eu mais queria na vida era ter leitores. É o que todo escritor deseja: ter leitores.
Ronaldo Correia de Brito
Escritor brasileiro
Publicidade
Publicidade

Você está buscando um emprego no mercado editorial? O PublishNews oferece um banco de vagas abertas em diversas empresas da cadeia do livro. E se você quiser anunciar uma vaga em sua empresa, entre em contato.

Procurar

Precisando de um capista, de um diagramador ou de uma gráfica? Ou de um conversor de e-books? Seja o que for, você poderá encontrar no nosso Guia de Fornecedores. E para anunciar sua empresa, entre em contato.

Procurar

O PublishNews nasceu como uma newsletter. E esta continua sendo nossa principal ferramenta de comunicação. Quer receber diariamente todas as notícias do mundo do livro resumidas em um parágrafo?

Assinar