E o Prêmio São Paulo vai para...
PublishNews, Leonardo Neto, 11/11/2014
Ana Luisa Escorel, Veronica Stigger e Marcos Peres vencem a 7ª edição do Prêmio São Paulo de Literatura

Pela primeira vez na história, a principal categoria do Prêmio São Paulo de Literatura foi entregue a uma mulher. Ana Luisa Escorel recebeu o reconhecimento pelo romance Anel de vidro, editado pela sua própria editora, a Ouro sobre Azul. Como prêmio, embolsou R$ 200 mil, que, segundo ela, serão investidos na própria Ouro sobre Azul. Escorel, em seu discurso, disse que entraria para a história do Prêmio não só como a primeira mulher a recebê-lo, mas também como a primeira escritora tardia e editada por uma casa muito pequena  a conquistar o prêmio. Antes dela, já tinham ganhado o prêmio Cristóvão Tezza (2008, por O filho eterno), Ronaldo Correia de Brito (2009, por Galileia), Raimundo Carrero (2010, por A minha alma é irmã de Deus), Rubens Figueiredo (2011, por Passageiro do fim do dia), Bartolomeu Campos de Queirós (2012, por Vermelho amargo) e Daniel Galera (2013, por Barba ensopada de sangue). O prêmio foi entregue na noite de ontem (10), no Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo. Dividiram a noite com Escorel, a gaúcha Veronica Stigger (categoria Autor Estreante mais de 40 anos, com o livro Opsanie Swiata –Cosac Naify ) e o paraense Marcos Peres (Autor Estreante abaixo dos 40 anos, pela obra O Evangelho segundo Hitler - Record). 

[11/11/2014 01:00:00]