Escritor cabo-verdiano Germano Almeida vence Prêmio Camões
PublishNews, Redação, 22/05/2018
30ª edição do prêmio anunciou seu vencedor na tarde de ontem, em Lisboa

Germano Almeida | © Leandro Müller
Germano Almeida | © Leandro Müller
O escritor cabo-verdiano Germano Almeida é o vencedor da 30ª edição do Prêmio Camões, que tem como objetivo consagrar um autor de língua portuguesa que tenha contribuído, com sua obra, para o enriquecimento do patrimônio literário e cultural de nossa língua comum. O anúncio foi feito ontem em Lisboa, pelo Ministro da Cultura de Portugal, Luís Filipe Castro Mendes, e pela presidente da Biblioteca Nacional, Helena Severo. Germano é o segundo escritor cabo-verdiano a receber o Prêmio. O primeiro foi o poeta Arménio Vieira. “Estou contente, muito feliz por saber que o que escrevo é apreciado ao ponto de me darem um prêmio tão prestigiado como o Camões”, agradeceu. O corpo de jurados dessa edição contou com a presença de Leyla Perrone-Moisés, professora emérita da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (Brasil); e José Luís Jobim, professor aposentado da Universidade Federal Fluminense e da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Brasil). Germano tem sua obra publicada em Portugal pela editora Caminho, que em breve lançará seu novo romance O fiel defunto. Estreou como contista no início da década de 1980 e o seu primeiro romance, O testamento do senhor Napumoceno, chegou a ser publicado no Brasil pela Companhia das Letras (hoje esgotado) e teve os direitos vendidos para vários países e foi adaptado ao cinema.

[22/05/2018 06:00:00]