Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 18/04/2018
Gráfica digital para pequenas tiragens e POD (Print On demand). Pronta para atender às necessidades de prazos curtos, possui estrutura de impressão digital e logística com qualidade e preços.
A Bookmarks é uma empresa que oferece soluções editoriais para autores e editoras. Desenvolve projetos gráficos de capas de livros, artes para brindes, marcadores, criamos e desenvolve sites e faz diagramação de livros impressos e digitais.
Capista de livros. Há mais de 20 anos desenvolve trabalhos gráficos para os mais variados setores. Só paga se for usar a capa.
PublishNews, Leonardo Neto, 18/04/2018

Estrutura do Centro de Distribuição da Luft em Cajamar. São 41 mil m², área suficiente para 50 mil posições pallets | © DivulgaçãoEm 2016, a Luft, empresa que oferece soluções integradas nas áreas de logística, distribuição e armazenamento em segmentos como agricultura, saúde e varejo em geral, entrou de cabeça no mundo livro. Foi nesse ano, que a empresa que já fazia a operação logística da Amazon, comprou a Biblion e, com isso, passou a ter na sua cartela de clientes editoras como o Grupo Editorial Record, a Planeta e a Globo Livros. Com esse investimento, a Luft ganhava musculatura também na indústria do livro. De lá para cá, esse segmento avançou dentro da estrutura organizacional da empresa e hoje, a Luft mantém uma área de armazenamento de 41 mil m², com capacidade para 50 mil posições pallets e possibilidade de movimentar quatro milhões de exemplares (entre recebidos e expedidos) por mês, atendendo a quase 30 editoras no seu Centro de Distribuição (CD) de Cajamar, na Grande São Paulo. Além das editoras já citadas, a Luft passou a atender casas como Mundo Cristão, SM, LeYa e Zahar. Diante desse avanço, a empresa achou que era a hora de ir além da armazenagem, transporte e operação logística e acaba de lançar a Agrega, o braço de distribuição de livros. A distribuidora nasce com vocação para o atendimento das operações de e-commerce e já chega trazendo como diferencial a infraestrutura operacional e de transporte da Luft, além da tecnologia desenvolvida para esse tipo de operação e integração, via sistema da F1, com os principais marketplaces do país (Amazon, B2W e Cnova). Clique no Leia Mais e tenha mais detalhes sobre a Agrega.

PublishNews, Redação, 18/04/2018

A Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) anunciou essa semana seu novo diretor executivo: Erní Walter Seibert. Há 25 anos trabalhando na organização, Seibert ocupa a vaga de Rudi Zimmer, que, após 12 anos à frente da organização, anunciou, no ano passado, seu desejo de deixar a instituição a partir de 2018. No dia 16 de maio, a SBB realizará uma solenidade de Ação de Graças pela posse de Erní. O evento irá reunir autoridades, lideranças religiosas, parceiros, funcionários e membros da Diretoria da SBB, além de representantes de Sociedades Bíblicas de outros países. Uma das principais metas de Seibert será inserir ainda mais a Bíblia na cultura das pessoas.

PublishNews, Redação, 18/04/2018

Para comemorar o Dia Mundial do Livro, na próxima segunda (23), a Saraiva realiza a campanha Quem lê compartilha: histórias e imaginação, com descontos de até 70% em livros nacionais e importados, incluindo digitais, boxes e mais vendidos. A varejista ainda dará mais 20% de desconto em cima do preço final para os clientes que usarem o cupom de desconto Amolivros20, que deve ser inserido no carrinho de compras durante o período da ação (17 a 23/4). Dentre os títulos com descontos, haverá uma seleção especial de obras comemorativas dos 136 anos do escritor Monteiro Lobato. A Amazon, que tradicionalmente entra em disputas por descontos com a Saraiva em ocasiões como esta, até o momento, não anunciou nenhuma mega promoção, mas fará um evento neste final de semana (21 e 22), no Parque Villa-Lobos (Av. Prof. Fonseca Rodrigues, 2001 – São Paulo / SP). Das 10h às 17h. Nesses dias, a empresa convida os leitores para participar de uma troca de livros e outras atividades que promovam a leitura.

PublishNews, Redação, 18/04/2018

No dia 18 de abril, o Brasil comemora o seu Dia Nacional do Livro Infantil. Uma referência à data de nascimento de Monteiro Lobato. Para celebrar a data, o Clube de Leitura Quindim inicia sua campanha que oferece o 1º mês grátis de assinatura dos livros infantis escolhidos por especialistas no assunto. Nomes como Adriana Calcanhotto, Marina Colasanti, Ricardo Azevedo, Roger Mello, Walcyr Carrasco e Ziraldo compõem o grupo de especialistas que escolheram para o mês de abril, livros que trazem contos de fadas, mas o maior destaque foi para a seleção de livros que abordassem a temática indígena, já que nesta quinta (19) é comemorado o Dia do Índio, ou Dia do Indígena. Livros como Tapajós (Brinque-Book), de Fernando Vilela; Abaré (Paulus), de Graça Lima; O pássaro encantado (Jujuba), de Eliane Potiguar com ilustrações de Aline Abreu; e As serpentes que roubaram a noite (Peirópolis), de Daniel Munduruku e ilustrado por crianças do povo Munduruku fazem parte da seleção deste mês. Para participar da campanha, os novos assinantes só precisam acessar o site do Clube e se cadastrar nos planos semestrais de um ou dois livros. 

PublishNews, Redação, 18/04/2018

Originalmente escrito por Fiódor Dostoiévski, a obra O idiota é um dos maiores romances da história da literatura. Agora, o livro ganhou uma versão em quadrinhos (Companhia das Letras, 416 pp, R$ 59,90) feita pelo artista André Diniz e que será lançada nesta quarta (18), logo mais, às 19h, na Livraria Martins Fontes (Av. Paulista, 509 – São Paulo / SP). Em preto e branco, e num registro quase sem palavras, André Diniz propõe uma recriação surpreendente da obra. A história é conhecida: após anos internado num sanatório suíço para tratar sua epilepsia, o jovem Míchkin retorna à Rússia e se vê envolvido num triângulo amoroso cujos ares folhetinescos darão o tom desta adaptação. Entre a vilania de Rogójin, um devasso perdulário que dilapida a fortuna herdada de seu pai, e a beleza arrebatadora de Nastácia Filíppovna, acompanharemos Míchkin e sua pureza quixotesca até o desenlace desta bela e trágica graphic novel. O evento é gratuito.

PublishNews, Redação, 18/04/2018

A Editora Cobogó prepara, para esta quinta (19), o lançamento de dois livros na Carpintaria (Rua Jardim Botânico, 971 – Rio de Janeiro / RJ). O primeiro, Carla Chaim (160 pp, R$ 98), percorre a trajetória da artista, apresentando obras em diferentes formatos: desenhos, esculturas, vídeo instalações e vídeo performances que exploram o corpo em sua imperfeição e incapacidade de tornar-se um mecanismo exato. Já Rodrigo Matheus (188 pp, R$ 98) apresenta um panorama da trajetória deste artista que parte de um olhar atento aos materiais do cotidiano para desdobra-los em esculturas e instalações, deflagrando novos sentidos para os objetos além de sua função original. O evento começa às 19h.

PublishNews, Redação, 18/04/2018

Em maio, o Espaço Cultural Lago de Histórias (Rua Marechal Cantuária, 18 – Rio de Janeiro / RJ) recebe a Oficina Literatura & Filosofia, com a psicóloga e poeta Luisa Benevides. Norteadas por autores como Gilles Deleuze, Michel Foucault e Octávio Paz, acompanhados de Clarice Lispector, Guimarães Rosa, entre outros, as aulas pretendem refletir sobre o processo de escrita em si usando como ferramentas textos filosóficos e literários. Questões que envolvem o solitário ofício do escritor: Por que cortar palavras? O que acontece quando escrevemos sem pensar? Planejar ou não planejar o texto? O que é o ritmo de um texto e como alcançá-lo? O que se passa quando atingimos uma experiência com a escrita? O que é, afinal, literatura e qual é a sua função? Além da discussão desses textos de filosofia e de literatura previamente fornecidos aos participantes, serão propostos exercícios de escrita e a leitura compartilhada dos textos produzidos. A oficina começa no dia 8 de maio e será dividida em quatro encontros, sempre às terças-feiras, das 19h às 21h. Para mais informações e inscrições é só mandar e-mail para contato@lagodehistorias.com.br.

PublishNews, Redação, 17/04/2018

Este mês, o Centro de Pesquisa e Formação do Sesc (Rua Dr. Plínio Barreto, 285 – São Paulo / SP) realiza um ciclo de debates sobre as políticas culturais brasileiras entre 1981 e 1993. A ideia é demonstrar como estas políticas impactaram a realidade, provocando transformações, bem como permitindo o envolvimento de novos atores que se tornam partícipes do processo de mudanças da sociedade brasileira. Com curadoria de Fábio Maleronka Ferron, o ciclo propõe discutir esse período e nesta quarta (18) o assunto será sobre Os ensaios sobre a Cultura (1986-1988), com participação de Angelo Oswaldo de Araújo Santos, secretário de Estado de Cultura de Minas Gerais; Fábio Magalhães, diretor artístico do Museu de Arte Contemporânea de Sorocaba; Pablo Ortellado, professor de Gestão de Políticas Públicas da USP; e Rosa Freire d’Aguiar Furtado, tradutora e editora. No dia 25, o tema será A despedida do Ministério da Cultura e artistas em pé de guerra, e no dia 2 de maio, o ciclo se encerra falando sobre a Política Cultural em estilo soft e mecenato privado. Os encontros acontecem sempre das 19h às 21h e o investimento é de R$ 60. Para mais informações, clique aqui.

“Acredito em um regionalismo geográfico. Os escritores precisam ter uma pátria, um lugar, o que é fundamental para uma boa literatura.”
Ronaldo Correia de Brito
Escritor brasileiro
1.
A sutil arte de ligar o foda-se
2.
Combate espiritual
3.
Jesus - O homem mais amado da história
4.
O milagre da manhã
5.
Metanoia
6.
O poder do hábito
7.
Seja foda!
8.
A parte que falta
9.
Ainda sou eu
10.
A hora extraordinária
 
PublishNews, Redação, 18/04/2018

Quem vê uma Copa do Mundo hoje, com a riqueza de detalhes que temos atualmente, não imagina como seria a cobertura de um Mundial nos remotos anos 1930. Afinal, naquela época não existia a TV digital, que só entrou em cena para o Mundial de 2006; nem a rapidez da internet, que apareceu neste cenário apenas a partir de 1998; ninguém dava importância às estatísticas antes de 1990; só em 1974 passou-se a transmitir imagens ao vivo e a cores; ou o replay instantâneo, novidade no Mundial de 1970. Pensando bem, não havia nem a transmissão ao vivo pela TV, que começou em 1954 (e no Brasil só em 1970). Ou sequer a transmissão por rádio, que surgiu em 1938. Assim, o grande objetivo de O livro de ouro das Copas (Faro Editorial, 288 pp, R$ 79,90), de Lycio Vellozo Ribas, é oferecer a mesma riqueza de informações sobre todas as copas, e da forma mais completa possível. São mais de 700 jogos, cada um deles com sua própria história, o que o torna uma obra única. Em 88 anos de histórias, é fácil verificar por que a Copa do Mundo se tornou o maior espetáculo da Terra.

PublishNews, Redação, 18/04/2018

Racismos (Companhia das Letras, 592 pp, R$ 74,90 - Trad.: Luís Oliveira Santos e João Quina Edições) faz uma análise histórica abrangente e compreensível do racismo -- um fenômeno relacional, que sofre alterações com o tempo e não pode ser compreendido em sua totalidade através de estudos segmentados de breves períodos, de regiões específicas ou de vítimas recorrentes. Nesta obra de fôlego, o renomado historiador Francisco Bethencourt mostra as formas de racismo que precederam as teorias de raça, observando-as no contexto de hierarquias sociais e condições locais. O argumento é de que a prática discriminatória, em suas várias modalidades e aspectos, foi sempre provocada por projetos políticos de monopolização de recursos. O foco de Racismos é o mundo ocidental, mas o autor também propõe comparações com tipos de segregação presentes em outras regiões do mundo. Ao provar que não há uma tradição constante de racismo, Bethencourt amplia nossa compreensão das relações interétnicas e contribui para o fim da história deste preconceito.

PublishNews, Redação, 18/04/2018

Após 11 anos de prisão acusado de mais de 40 homicídios, Gaspare Spatuzza resolveu colaborar com a justiça italiana. Esta contribuição provocou reviravolta em casos já considerados resolvidos e um mal-estar nas instituições que, por erro honesto ou má-fé, traçaram outros caminhos para a solução dos crimes. Diante uma biografia tão singular, restou à socióloga Alessandra Dino reunir as diferentes peças dessa vida, o que deu origem ao livro Conversando com Gaspare Spatuzza (Editora Unesp, 327 pp, R$ 79 – Trad.: Valéria Pereira da Silva). Ao longo de quatro capítulos, com um texto recheado de notas explicativas, Alessandra Dino percorre os grandes acontecimentos dos anos 1990 na Itália ao lado de seus leitores. “Não quero tentar justificar todos os atos ignóbeis que cometi. Quero apenas contar a história de um garoto que jamais soube o que era a liberdade ou o sossego”, conta Spatuzza.

PublishNews, Redação, 18/04/2018

A história da humanidade está repleta de eventos que marcaram época: as viagens de Colombo, as 95 teses de Lutero, a invenção da imprensa, a Revolução Francesa e a explosão da bomba atômica são apenas alguns exemplos de acontecimentos que representam uma evidente ruptura em relação ao passado. Mas se tivéssemos que decidir qual destes feitos — ou qual século nos últimos mil anos de história — foi mais significativo, não teríamos como dar uma resposta clara e inequívoca. Como avaliar as mudanças históricas? A Internet realmente mudou nossa vida mais do que a penicilina? O Renascimento foi mais importante do que a invenção dos botões? A capacidade de tornar a história viva e palpável é a principal característica de Séculos de transformações (Bertrand / Record, 476 pp, R$ 84,90 – Trad.: Milton Chaves de Almeida), de Ian Mortimer, tanto no amplo espectro da História Geral, como no microcosmo da "história local" silenciosa, aonde as notícias chegam, talvez, até tarde, mas capazes de mudar a vida de cada indivíduo.   

 
©2001-2018 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.