Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 12/03/2018
Gráfica digital para pequenas tiragens e POD (Print On demand). Pronta para atender às necessidades de prazos curtos, possui estrutura de impressão digital e logística com qualidade e preços.
A Bookmarks é uma empresa que oferece soluções editoriais para autores e editoras. Desenvolve projetos gráficos de capas de livros, artes para brindes, marcadores, criamos e desenvolve sites e faz diagramação de livros impressos e digitais.
Capista de livros. Há mais de 20 anos desenvolve trabalhos gráficos para os mais variados setores. Só paga se for usar a capa.
PublishNews, Leonardo Neto, 09/03/2018

Biblioteca de SP é um dos finalistas brasileiros no prêmio inglês | © DivulgaçãoA Feira do Livro de Londres (10 a 12/04) anunciou, na última sexta-feira (09), os finalistas do Excellence Award 2018. Aquele mesmo que deu a Luiz Scwharcz, no ano passado, o prêmio Lifetime Achievement pela sua contribuição ao mercado editorial global. Neste ano, o Brasil é líder em número de empresas arroladas entre os finalistas. Com cinco indicações, fica à frente de países como EUA (4), Canadá (2) e Austrália (2). Ao todo, o país aparece em cinco das 17 categorias: Editora Atheneu, na categoria Editores Acadêmicos e Profissionais; a Biblioteca de São Paulo, na categoria Biblioteca do Ano; a Fundação Dorina Nowill, na categoria Consórcio Internacional de Livros Acessíveis e a TAG Experiências Literárias, no The Quantum Publishing Innovation Award. Clique no Leia Mais para ter acesso à íntegra desta nota.

PublishNews, Felipe Lindoso, 12/03/2018

A literatura é uma cachaça, alguns podem até dizer que é um dos tantos sinônimos da branquinha: algo que não se pode largar. A literatura brasileira é uma cachaça para muita gente. Mas, além de “ser uma cachaça” para leitores, a branquinha aparece nas obras de muitos autores, e essa presença reflete e retrata muitas coisas. Não é de se admirar. A cachaça é a bebida mais popular do país. Estranho seria se não estivesse presente na obra de nossos grandes escritores. De José Lins do Rego aos poetas cancioneiros atuais, de João Cabral a Chico Buarque, e passando por Graciliano, Guimarães Rosa, Mário de Andrade e muitos outros, a cachaça está presente no enredo, na construção do romance (ou das poesias) e na anima de várias obras primas de nossa literatura. Esse é o tema do curso organizado pelo professor Maurício Ayer, escritor, tradutor, pesquisador de literatura e música e especialista em cachaça. A primeira “aula” – se é que se pode chamar assim – foi sobre José Lins do Rego, em especial sobre o ciclo da cana de açúcar, no último dia 3 de março. Na verdade, tudo se estrutura em leituras e conversas sobre trechos dos livros do autor selecionado, e a – naturalmente imprescindível – degustação de cachaças da região do autor. Zé Lins, paraibano, foi degustado na companhia de duas cachaças locais - a Rainha e a Volúpia. Cachaças com personalidade própria do brejo paraibano, envelhecidas em barris de freijó. E, no final, mais degustação de duas versões da mineira Tiê, que apoia a iniciativa. Clique no Leia Mais e tenha acesso à íntegra desta coluna.

PublishNews, Redação, 12/03/2018

A coluna da Babel deste final de semana noticiou que a editora Nós vai investir ainda mais em obras de mulheres este ano. Estão no prelo livros de Márcia Tiburi, Sheyla Smanioto, Micheliny Verunschk e de Bia Barros. A coluna anuncia ainda que a segunda edição do Ler – Salão Literário Carioca também já tem sua primeira mesa confirmada. O evento que acontece em maio, de 17 a 20, terá um bate-papo com Márcia Tiburi e Francisco Bosco que irão debater sobre as lutas identitárias e seus reflexos. Já a Painel das Letras anunciou que os textos do escritor carioca Victor Heringer, que morreu na última semana, sairão em revistas de literatura no próximo mês. A coluna deu destaque também para o Prêmio Oceanos, que intensificou sua ação nos países africanos lusófonos e já conseguiu uma maior participação deles em comparação com a última edição. Por outro lado, o prêmio recebeu até agora 774 livros inscritos, sendo que em 2017 foram 1215. As inscrições acabam no dia 18. A Folha ainda noticiou que o escritor brasileiro Antonio Salvador é o responsável pelo prêmio literário falso, Babel Book Awards. Procurado pelo jornal, ele nega que o prêmio seja falso. Já o "coleguinha" Ancelmo Gois destacou que a Cesgranrio prepara biografia de Bibi Ferreira escrita pela atriz e jornalista Jalusa Barcellos e que a Rocco vai publicar, ainda em 2018, Educated, da americana Tara Westover. Ele conta também que o livro Luís Carlos Prestes, um comunista brasileiro, escrito pela filha Anita Leocádia, saiu na Argentina.

PublishNews, Redação, 12/03/2017

Palácio do Itaboraí, prédio da Fiocruz em Petrópolis, onde acontecerá o evento | © DivulgaçãoJá estão abertas as inscrições para participar da 31ª Reunião Anual da Abeu, que acontece de 22 a 25 de maio, em Petrópolis (RJ). Com variados enfoques, o evento ocorre em conjunto com o 1º Seminário Brasileiro de Edição Universitária e ambos abordarão desde o conhecimento e a ciência que se produzem no ambiente acadêmico até a avaliação de seus impactos e usos. No centro dos debates estarão temas como: o livro acadêmico e seus conteúdos, seus leitores e mercados; os distintos tipos de publicação científica, suas possibilidades, limites e incentivos; os alcances dessas publicações e os desafios de difundir local e globalmente o conhecimento que congregam; cenários políticos e políticas para que melhores cenários sejam uma realidade. A programação completa pode ser acessada clicando aqui. Para o seminário, os interessados poderão inscrever seus trabalhos até o dia 19 de março. Os trabalhos aceitos serão divulgados em 19 de abril. Todas as informações estarão disponíveis  no site da Reunião

PublishNews, Redação, 12/03/2018

Logo mais, a partir das 19h, a Casa do Saber e a Editora Vozes realizam no Teatro Gazeta (Av. Paulista, 900 – São Paulo / SP), o evento de lançamento da obra Política – Nós também sabemos fazer, escrita por Clóvis de Barros Filho, Viviane Mosé, Eduarda La Rocque e Oswaldo Giacoia Junior. O livro pretende fazer o leitor entender que ele é indispensável para que a política funcione e com linguagem clara e objetiva, colocar em pauta a reflexão política para além do partidarismo, resgatando o conceito do ser humano como ser político. Os quatro autores estarão presentes no evento gratuito e participarão de um debate seguido de sessão de autógrafos. A mediação do debate ficará a cargo de Mario Vitor Santos, diretor executivo da Casa do Saber, apoiadora do evento junto com a Usina Pensamento.

PublishNews, Redação, 12/03/2018

Em homenagem ao Dia do Bibliotecário comemorado hoje (12), o Conselho Regional de Biblioteconomia - 8ª Região – realiza durante a semana, uma série de palestras em São Paulo (capital), Lorena, Campinas, São Carlos e Ribeirão Preto com objetivo de debater a profissão, as perspectivas, os avanços e as inovações do mercado. Nos últimos anos, os profissionais da área conquistaram novos campos de atuação. Hoje, às 19h, acontece no Teatro São Pedro (Rua Albuquerque Lins, 207 – São Paulo / SP) a palestra A Inteligência Artificial como Oportunidade para o Bibliotecário, com Angelo Caldeira. Para conferir a programação completa que inclui palestras sobre ética, difusão da informação, revoluções tecnológicas e outros assuntos é só clicar aqui.

PublishNews, Redação, 12/03/2018

O Colégio Equipe (Rua São Vicente de Paulo, 374 – São Paulo / SP) terá uma grade de programação de cursos livres na área de literatura. O primeiro, Iniciação à redação do texto literário, dará aos alunos maior segurança na hora de escrever. As aulas acontecem sempre às quintas, das 17h às 18h30 e das 19h às 20h30. O investimento é de R$ 170. O segundo, Laboratório de redação, é para quem já passou pelo curso de iniciação e trabalha as diversas formas de escrita: narrativas curtas, crônica e conto e, eventualmente, as narrativas longas, novela e romance. O horário é o mesmo do curso anterior, mas as aulas acontecem sempre às terças e o investimento é de R$ 115. Ambos começam hoje (12) e são ministrados por Gilson Rampazzo. O último curso oferecido é o de Literatura para vestibular e aborda as nove obras sugeridas pela Universidade de São Paulo. O investimento é de R$ 135, com aulas, com início no dia 14, acontecem sempre às quartas, das 19h às 21h. As aulas serão conduzidas pela professora Clenir Bellezi de Oliveira. As inscrições são feitas na recepção da escola.

PublishNews, Redação, 12/03/2018

O legado do jornalista, escritor e dramaturgo Nelson Rodrigues (1912-1980) é tema da edição de março do jornal Cândido, editado mensalmente pela Biblioteca Pública do Paraná (BPP). Morto há 38 anos, o autor deixou uma obra desafiadora, instigante e atualíssima. Alvaro Costa e Silva, o Marechal, assina dois textos a respeito da produção rodrigueana, fazendo uma síntese do trabalho de Nelson a partir do ponto de vista de autores e intelectuais brasileiros e uma relação de montagens, edições e traduções da obra do autor. O especial ainda traz duas páginas com algumas das mais polêmicas frases do escritor pernambucano, entre as quais: “Sou reacionário. Minha reação é contra tudo que não presta”. Na quinta entrevista da série “Os Editores”, João Varella (Lote 42) conversou com Eduardo Lacerda, que contou sua saga à frente da Patuá. A editora independente, que em sete anos já publicou mais de 550 títulos e conquistou alguns dos principais prêmios literários do país, tem como ponto de venda um bar, o Patuscada. Entre os inéditos trazidos pelo Cândido número 80 estão poemas de Bruna Kalil Othero e Marco de Menezes e um fragmento do romance Setenta, de Henrique Schneider, vencedor do Prêmio Paraná de Literatura 2017. Schneider também concedeu entrevista ao Cândido e fala sobre o seu livro, que problematiza a ditadura militar brasileira. O Cândido tem tiragem mensal de 10 mil exemplares, é distribuído gratuitamente na BPP e em diversos pontos de cultura de Curitiba e a sua versão digital pode ser acessada clicando aqui.

“Certos escritores se pretendem eternos e são apenas intermináveis”
Millôr Fernandes
Escritor brasileiro (1923-2012)
1.
Combate espiritual
2.
A sutil arte de ligar o foda-se
3.
A parte que falta
4.
Ainda sou eu
5.
Sapiens
6.
Propósito
7.
A sorte segue a coragem!
8.
Fitoenergética
9.
O poder da ação
10.
Mais escuro
 
PublishNews, Redação, 12/03/2018

Nelson Rodrigues revolucionou a dramaturgia brasileira com as 17 peças que escreveu ao longo de quase quarenta anos. Nelson passou por algumas das principais redações do Brasil, mas à noite, dedicava-se à dramaturgia. Sua primeira peça, A mulher sem pecado, de 1941, não foi um sucesso de público, mas lhe rendeu boas críticas na imprensa, incentivando-o a continuar no teatro. Sua escrita polêmica e inovadora abalou os alicerces da nossa sociedade, dividindo opiniões, provocando intensos debates e tornando o teatro brasileiro conhecido internacionalmente. Dividida em dois volumes, o Box Teatro completo Nelson Rodrigues (Nova Fronteira, R$ 129,90) segue a organização estabelecida pelo crítico Sábato Magaldi, em meados de 1980, sob a supervisão do próprio Nelson: peças psicológicas e peças míticas, no primeiro; tragédias cariocas, no segundo. Os livros contam ainda com um caderno de fotos de montagens históricas e textos críticos do próprio Nelson Rodrigues.

PublishNews, Redação, 12/03/2018

“Neste livro, lugares, fatos e pessoas são reais. Não inventei nada”, escreve Natalia Ginzburg sobre sua obra mais célebre, Léxico familiar (Companhia das Letras, 256 pp, R$ 44,90 – Trad.: Homero Freitas de Andrade), de 1963. Nos anos 1930, como consequência da criação de leis raciais na Europa, inúmeras famílias foram obrigadas a deixar seu lar, tornando-se apátridas ou sendo literalmente destroçadas pela guerra que se seguiu. É nesse cenário que se inscrevem as memórias da autora italiana. Nelas, o vocabulário afetivo de um clã de judeus antifascistas se contrapõe a um mundo sombrio, atravessado pelo autoritarismo. Trata-se de uma história de resistência, uma ficção autobiográfica, narrada em tom menor, e, sobretudo, da gênese de uma das escritoras mais poderosas do nosso tempo.

PublishNews, Redação, 12/03/2018

Nobre acusado de escrever uma poesia contra os ideais da Revolução Russa, Aleksandr Ilitch Rostov, “O Conde”, é condenado à prisão domiciliar no sótão do hotel Metropol, lugar associado ao luxo e sofisticação da antiga aristocracia de Moscou. Mudanças, contudo, não paravam de entrar pelo saguão do hotel, criando um desequilíbrio cada vez maior entre os velhos costumes e o mundo exterior. Graças à personalidade cativante e otimista do Conde, ele soube lidar com a sua nova condição. Diante do risco crescente de se tornar um monumento ao passado até ser definitivamente esquecido, o Conde passa a integrar a equipe do hotel e a aprofundar laços com aqueles que vivem ao seu redor. Com sua perspectiva única de prisioneiro de duas realidades distintas, o Conde apresenta ao leitor sua sabedoria e sensibilidade ao abandonar certos hábitos e se abrir para as incertezas de novos tempos. Um cavalheiro em Moscou (Intrínseca, 464 pp, R$ 49,90 - Trad.: Rachel Agavino), de Amor Towles, passou quase um ano na lista de mais vendidos do The New York Times.

PublishNews, Redação, 12/03/2018

A imagem do mar está presente em todo o romance Nas águas do mar (Fábrica 231 / Rocco, 368 pp, R$ 49,90 – Trad.: Waldéa Barcellos), de Jason Gurley. A trama começa em 1962, em uma pequena cidade norte-americana banhada pelo Pacífico e marcada pelo frio e a chuva constantes. O mar é a cada de Eleanor e seu corpo sente o seu chamado a distância. Nadar em suas águas é libertador e faz com que se conecte consigo mesma. Mas a vida pode mudar completamente em segundos. Pequenas decisões trazem consequências devastadoras para toda a família. Eleanor, sua filha Agnes e as netas gêmeas Esmeralda e Eleanor estão no centro desse romance, que dá saltos no tempo, mas sem nunca deixar o passado completamente para trás.

 
©2001-2018 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.