EUA: Barnes & Noble demite seu CEO
PublishNews, Redação, 10/07/2018
No comando da maior rede americana de livrarias por pouco mais de um ano, Demos Parneros deixa a companhia por ‘violação das políticas’ da empresa

A Barnes & Noble, maior rede varejista de livros nos EUA, demitiu o seu CEO. Demos Parneros estava à frente da B&N desde abril de 2017 e deixa a empresa por “violação de políticas da companhia”, segundo informou a própria B&N sem dar detalhes. Enquanto não define seu novo diretor geral, a B&N nomeou uma equipe de transição que tem Allen Lindstrom como diretor financeiro; Tim Mantel como chefe de merchandising, e Carl Hauch como vice-presidente. Len Riggio, fundador da empresa, permanece como presidente executivo e passará a se envolver mais com a gestão da rede. Parneros não conseguiu, durante seu breve mandato, reverter a trajetória de queda da B&N. Apesar disso, editores lamentaram a sua saída. “É difícil consertar as coisas com tamanha rotatividade no topo da empresa”, avaliou uma fonte da Publishers Weekly. Outro editor ouvido pela PW observou que Parneros havia “expressado o melhor senso de urgência dos CEOs recentes” sobre os problemas que a B&N está enfrentando. Esse executivo também achava que Parneros traçara um “plano razoável” que visava não apenas cortar custos, mas também maneiras pelas quais a B&N poderia começar a melhorar suas vendas de lojas comparáveis. Entre as iniciativas de recuperação da Parneros está a abertura de cinco lojas de protótipos de cerca de 1,3 mil m². 

[10/07/2018 09:52:00]