Um resgate na lua
PublishNews, Redação, 04/07/2018
Livro conta a história de uma nave naufragada no mar de poeira da Lua. Vinte e duas pessoas esperam por um milagre.

Em 1961, enquanto o presidente John F. Kennedy funcionários da Nasa trilhavam o caminho do homem à Lua, o escritor inglês Arthur C. Clarke resolveu se antecipar algumas décadas ou séculos na história e transformou, ao menos na literatura, o nosso enigmático satélite natural em um atrativo ponto turístico. Poeira Lunar (Aleph, 304 pp, R$ 44,90 – Trad.: Daniel Lühmann) transporta o leitor para um século 21 imaginário, no qual a exploração espacial é uma realidade. Nesse cenário, a Lua, esse astro que atraiu e encantou a humanidade desde os primórdios, se torna um destino turístico. Seus mares nunca antes navegados, passam a ser desbravados por uma nave de cruzeiro com tecnologia de ponta: a Selene. Mas o espaço, apesar de nossos avanços científicos, continua sendo um ambiente arriscado, indômito e cheio de armadilhas. O que parecia um simples passeio turístico se torna uma perigosa aventura quando a Selene, com vinte passageiros a bordo, naufraga em poeira no Mar da Sede. Sem comunicação ou meios de voltar à superfície, o pequeno grupo fica preso, e os turistas, junto a dois tripulantes e um experiente astronauta, se tornam um microcosmo da sociedade. Enquanto aguarda o resgate, o capitão da Selene precisa lidar com as ansiedades de seus passageiros e, ao mesmo tempo, tomar difíceis decisões que podem significar a vida ou a morte para cada um dos náufragos.

Tags: Aleph, ficção
[04/07/2018 07:00:00]