O barco das independentes
PublishNews, Redação, 16/05/2018
Editoras independentes se organizam desde o ano passado para também levar para a Flip, um bookboat com ampla programação

No ano passado, editoras independentes trouxeram para a Flip a Casa da Porta Amarela, que tinha como objetivo reunir artistas gráficos, autores e pequenos editores para trocar experiencias. Dirigida pela Pólen Livros, a casa tinha a participação das editoras Babel Books, Barbatana Edições, Quelônio, Lote 42, Ale Kalko, Incompleta, Fotolab Linaibah, Avocado, Rizoma e Cervebaria. Pois bem, desde o ano passado, Cauê Ameni, coordenador da livraria nômade, o booktruck Rizoma, pensou colocar na Flip deste ano, um bookboat. Este outro barco que estará navegando durante o evento já tem a participação confirmada das editoras Autonomia Literária, Dublinense, Elefante Hedra / Azougue, N-1, Boitempo, Lote42 e Veneta. Em um post nas redes sociais, Cauê contou que a ideia já era conhecida por muitas pessoas do mercado editorial. “Trabalhei um ano nessa ideia, vendo a viabilidade logística, conversando com a prefeitura de Paraty, a Marinha e os próprios organizadores da Flip”. O barco literário ainda está montando sua programação, mas entre as atrações confirmadas estão o lançamento do livro do autor alemão Lutz Taufer, ex-guerrilheiro do Baden Main Hoff, publicado pela Autonomia Literária; participação do autor Jesse de Souza; apresentações do Slam da Guilhermina e Slam do Prego; mesas de debates sobre O lado subversivo de Hilda Hilst, 1968, o ano que abalou o mundo e Questão indígena: 500 anos de luta na costa brasileira; e lançamento de livro sobre os retrocessos do governo Temer.

Tags: Flip 2018
[16/05/2018 08:00:00]