Reestruturação do e-commerce da Cultura / Fnac
PublishNews, Redação, 19/01/2018
Richard Svartman, CEO da Estante Virtual, assume e-commerce da Cultura e varejista passa a ser marketplace do Carrefour e do Magazine Luiza

Richard Svartman é o novo responsável pelo e-commerce do grupo Cultura | © Site da Estante Virtual
Richard Svartman é o novo responsável pelo e-commerce do grupo Cultura | © Site da Estante Virtual
No fim de 2017, o PublishNews já tinha feito a sua retrospectiva do ano, quando a Cultura anunciou que tinha comprado a Estante Virtual, plataforma de marketplace de venda de livros novos e usados capitaneada por Richard Svartman. A notícia agora é que Svartman assume toda a área de e-commerce da Cultura e, consequentemente, da Fnac Brasil, passando a desempenhar as novas funções enquanto se mantém à frente da Estante Virtual. Com este movimento, a Cultura dá início efetivamente ao processo de entrosamento das operações de e-commerce das três marcas das quais é dona.

O anúncio da incorporação de Svartman dentro da estrutura do grupo da família Herz é feito junto com outro igualmente importante: os sites do Carrefour e do Magazine Luiza são os novos marketplaces da Livraria Cultura em uma operação da rede para a venda de mercadorias no e-commerce. 

Segundo anúncio da Cultura, serão mais de 50 mil produtos, entre livros, CDs, DVDs, games e brinquedos vendidos nas bandeiras. Em 2017, a Livraria Cultura já tinha começado a comercializar seus itens na Cnova (em maio) e na B2W e Mercado Livre (setembro).  

Para Sergio Herz, CEO da Livraria Cultura, a iniciativa é estratégica para aumentar a capilaridade do negócio. “Queremos duplicar a participação do e-commerce em nossas vendas, de 30% para 60%. Nossa estratégia é oferecer diferenciais que a concorrência não têm, tanto em termos de catálogo, como em serviços, atendimento, preço e multicanalidade com serviços totalmente integrados às lojas físicas”, declarou.

[19/01/2018 10:13:00]