A semana foi dos boxes
PublishNews, Leonardo Neto, 24/11/2017
Com a chegada das festas de fim de ano, os boxes de livros começam a pipocar na lista. Nessa semana, foram seis estreantes

Nessa semana, os números gerais da lista de mais vendidos apresentaram crescimento de 10% na comparação com a semana passada. Não que seja esta a única razão para isso, mas com certeza ajudou. É que se olhar mais atentamente à lista, percebe-se que o nome “box” aparece oito vezes e a palavra “kit” aparece mais uma. Desses, seis são estreantes na lista. Uma possível explicação para esse "fenômeno" é a aproximação das festas de fim de ano, afinal, box de livros é sempre um presente de responsa! 

Box A história da Primeira Guerra Mundial estreou na lista já ocupando a 16ª posição da Lista Geral dessa semana | © Divulgação
Box A história da Primeira Guerra Mundial estreou na lista já ocupando a 16ª posição da Lista Geral dessa semana | © Divulgação


Em Não Ficção, aparecem os boxes A história da Primeira Guerra Mundial (Novo Século), na quarta posição, com 1.700 exemplares vendidos (número suficiente para emplacar a 16ª posição da Lista Geral, e o de Mario Sergio Cortella (Planeta), que vendeu 543 exemplares e ficou na 15ª posição só que da Lista de Não Ficção. Em Autoajuda aparece o Kit Tiago Brunet (Editora Vida), que vendeu 1.436 unidades e ficou na 7ª posição e em 20º da Lista Geral. Na Lista Infantojuvenil, apareceram pela primeira vez os boxes da trilogia AuthenticGames (Astral Cultural), na 19ª posição, e d'O garoto do sonho (Astral Cultural), na 20ª. Encerrando o desfile dos boxes dessa semana, aparece pela primeira vez o Box Paulo Vieira (Gente), que vendeu 919 exemplares e foi parar na 4ª posição da Lista de Negócios.

Voltando a falar da Lista Geral, Origem (Arqueiro / Sextante), de Dan Brown, com 5.625 exemplares vendidos, se manteve no ao topo pela sexta semana consecutiva. Felipe Neto (Coquetel / Ediouro), com 4.643, retorna ao segundo lugar e, Crer ou não crer (Planeta), com 4.555, se manteve em terceiro lugar.

Além dos seis boxes estreantes da semana, a Lista veio recheada de outras novidades. Em Ficção, lista que apresentou 20% de crescimento na comparação com a semana passada, trouxe a nova edição d’O Hobbit (WMF Martins Fontes), que aparece na 10ª posição ao vender 993 exemplares, e Piano vermelho (Intrínseca), no 18º lugar, com 489 cópias vendidas.

Em Não Ficção, a outra novidade é Rio em transe (Casa do Escritor), com 412 unidades vendidas e ocupando a 16ª posição. Em Autoajuda, apareceram pela primeira vez A sutil arte de ligar o foda-se (Intrínseca), com 441, e #Manual do amor próprio (Benvirá), com 387.

Em Negócios, uma curiosidade. O livro dos cinco anéis, do mestre japonês de artes marciais Miyamoto Musashi (1584 - 1645) aparece três vezes: no Box O essencial da estratégia (Novo Século), que ocupa a 3ª posição da lista, com 967 unidades vendidas e ainda nas versões avulsas da Clio, com 652 unidades vendidas, e a da Novo Século, com 319. Ainda na Lista de Negócios, o baladeiro Facundo Guerra estreia na lista com Empreendedorismo para subversivos (Planeta), que vendeu 386 unidades e veio parar na 15ª posição. 

Mudança na ordem do Ranking das Editoras. O topo continua sendo ocupado pela Sextante, que emplacou 16 títulos. Na segunda posição, subiu a Intrínseca, com 13. Grupo Companhia das Letras e Planeta aparecem empatadas na terceira posição, com 10 títulos cada. 

[24/11/2017 11:16:00]