Na calada da noite
PublishNews, Iona Teixeira Stevens, 06/12/2012
Amazon e Google abrem suas lojas virtuais, porém sem e-readers

Amazon e Google tentaram fazer uma entrada discreta na madrugada de ontem – talvez não tão discreta, afinal coincidiu com o lançamento da Kobo na Livraria Cultura – mas a tão aguardada “chegada dos players internacionais” acabou virando assunto noite adentro nas redes sociais. A Google chegou primeiro, às 11h45 da quarta-feira e, menos de uma hora depois, a Amazon abriu suas portas virtuais, às 00h20.

Depois de tantos rumores a respeito de uma possível compra da Saraiva pela Amazon, graças à agência Bloomberg e sua “fonte não identificada” , não houve nenhum acordo. Os 2.500 e-books da Saraiva nem entraram na loja da Amazon. Também não houve negociação com a Google.

Outro detalhe é que os e-readers ainda não estão disponíveis. O Kindle deve chegar nas próximas semanas. O modelo vem com Wi-Fi, mas sem touch screen. A capacidade é de 1.400 e-books e o preço ficou em R$ 299, cem reais a menos que o Kobo Touch.

Ao todo, são 13 mil livros eletrônicos em português na loja da Amazon, de editoras como Intrínseca, Ediouro e V&R, além de grandes distribuidoras, como a DLD e a Xeriph. Esta última tem cerca de 1.500 livros no site e mais 1.500 que aguardam aprovação das respectivas editoras para serem comercializados – 77 já concordaram. Na loja da Amazon, quatro autores entraram com exclusividade para o Kindle: Paulo Coelho, Vinicius de Moraes, Jeff Kinney (dos diários do banana) e Nelson Rodrigues – além de um e-book gratuito do cartunista Ziraldo. Em menos de 8 horas, os fenômenos editoriais E.L. James e Edir Macedo já haviam garantido seus espaço no pódio dos mais vendidos no site.

A Google também disponibilizou 13.000 títulos em português, além dos filmes, jogos e aplicativos já conhecidos da store, porém há algumas diferenças no catálogo: enquanto a Amazon vende cerca de uma centena de títulos da LeYa, a Google aproveitou para incorporar o catálogo português da editora, disponibilizando assim cerca de mil livros da editora. 

E que venham as compras de Natal.

[06/12/2012 01:00:00]