Brasil é tema de café da manhã em Frankfurt
PublishNews, Maria Fernanda Rodrigues, 01/10/2010
A iniciativa é da própria feira e tem o objetivo de apresentar a editores estrangeiros diversos aspectos do mercado brasileiro

O dinamismo do mercado editorial brasileiro levou a Feira de Frankfurt a organizar um café da manhã de negócios para contar a editores estrangeiros um pouco do que anda acontecendo aqui. No dia 6 de outubro, às 9h15, Ceciliany Alves (FTD), Miriam Gabbai (Callis), Ricardo Costa (PublishNews) e Ana Paula Hisayama (Companhia das Letras) falam sobre literatura infanto-juvenil, didáticos, direitos autorais entre outros temas.

Miriam, por exemplo, vai contar sobre sua experiência com a espanhola Kalandraka e mostrar como esses acordos binacionais podem ser feitos. Resultados de encontros como esse não são mensuráveis quantitativamente. “Só precisa de um bom contato para que tenha valido a pena”, comenta.

Miriam é uma dessas editoras que estão sempre de olho nas novidades e vai a todas as feiras que consegue. A Callis, por exemplo, era a única editora brasileira com estande em Tóquio neste ano. Nessas andanças, percebeu que o interesse do editor estrangeiro pelo Brasil mudou. “Percebo mais propostas e vejo que sabem mais sobre o país. O Brasil se tornou para eles um mercado potencial principalmente pelo tamanho da nossa população”, ressalta.

Em Frankfurt, ela quer mais vender do que comprar. “Tenho alguns encontros de compra, mas 90% deles são de tentativa de venda”, disse.

Inscrições devem ser feitas por e-mail. A organização é da Feira de Frankfurt com o apoio da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex).

A cobertura da Feira do Livro de Frankfurt pelo PublishNews tem o apoio da Imprensa Oficial do Estado de São Paulo

[01/10/2010 00:00:00]